coguZAO
De (Nome)/(E-Mail) :
labiA:
HTML:

engenharia
emailS:

boa sorte


bora
Blog Doutor Caligari
Your browser (Internet Explorer 6) is out of date. It has known security flaws and may not display all features of this and other websites. Learn how to update your browser.
X

As Atrizes que ficaram nuas nos cinemas em 2015

As Atrizes que ficaram nuas nos cinemas em 2015

 

atrizes nuas 2015

.

Não foi só na economia que a crise bateu em 2015, em comparação com os fantásticos últimos dois anos (vejam as listas aqui e aqui), os nudes cinematográficos também foram escassos em 2015, nem mesmo Juno Temple e Emily Browning que estiveram nas listas por três anos consecutivos, apareceram nuas em 2015, dando um trabalho danado para a curadoria da lista, que precisou burlar as regras, colocando três filmes que não foram lançados comercialmente  no Brasil.

Mas chega de lamentações, de qualquer forma, vamos novamente honrar as atrizes que por amor a arte, prestaram inestimáveis serviços a humanidade aparecendo nuas nos cinemas. Vamos a lista.

Começando com Dakota Johnson, filha da veterana em nudez, Melanie Griffith, que salva 50 Tons de Cinza do tédio total.

Dakota Johnson em 50 Tons de Cinza

Em seu último mais recente filme ruim, Eli Roth coloca a esposa Lorenza Izzo (que estrelou Canibais) e a espanhola Ana de Armas (que algo me diz, ainda aparecerá muito em Hollywood) para atormentar a vida de Keanu Reeves em Bata Antes de Entrar. Aqui na minha casa, não precisava nem bater pra entrar, suas lindas.

Ana de Armas e Lorenza Izzo em Knock Knock

Há quem odeie e quem ame o filme independente Dope – Um Deslize Perigoso, mas a beleza da nudez de Chanel Iman certamente é unanimidade.

Chanel Iman Dope

As três cenas seguintes, são de filmes que ainda não estrearam comercialmente no Brasil, mas a inclusão na lista se justifica pela fama inconteste das atrizes e por ser full frontal, embora as três sejam altamente depressivas. Começando por Jennifer Connelly em Viver Sem Endereço, filme dirigido pelo marido de “Visão”, Paul Bettany…

Jennifer Connelly em Viver Sem Endereço

…Kristen Wigg em Bem-Vindo ao Meu Mundo…

Kristen Wiig em Welcome to Me

… e a guerreira veterana em nudez, Nicole Kidman em Strangerland. Fascinante.

Nicole Kidman em Strangerland

O cinema nacional foi representado por Deborah Secco que não consegue ficar feia nem quando interpreta uma paciente terminal, no excelente Boa Sorte…

Deborah Secco em Boa Sorte

…e pela ninfeta Letícia Colin em Ponte Aérea.

Letícia Colin em Ponte Aérea

16 anos separam a primeira nudez de Reese Witherspoon em Segunda Intenções dessa do filme feito para premiações, Livre. Não sei se teve alguma outra intenção nessa segunda, mas confira comigo no replay.

Reese Witherspoon em Livre

Katherine Waterston ainda é desconhecida, mas depois de uma “estreia” espetacular como essa no novo filme de Paul Thomas Anderson, Vício Inerente, ela já garantiu o papel principal na continuação de Prometheus. E ela merece mais que isso.

Katherine Waterston em Vício Inerente

Madalina Diana Ghenea que estampa o pôster do novo filme do Paolo Sorrentino, Juventude, é outra que com uma beleza exótica, certamente será mais conhecida futuramente, deve estar chovendo convites em Hollywood. Por hora, sem dúvida, protagonizou a cena de nudez mais exuberante do ano.

Madalina Diana Ghenea em Youth

Embora a nudez de Madalina seja espetacular, é inegável que a nudez da nova queridinha de Hollywood, Alicia Vinkander foi mais importante, primeiro uma mais comportada em O Agente da U.N.C.L.E

Alicia Vinkander em O Agente da UNCLE

…e depois a vista no sensacional Ex-Machina, onde ela consegue deixar o climax do filme ainda mais marcante.

Alicia Vinkander em Ex-Machina

E tem mais nudez dela (já analisada) vindo logo logo em A Garota Dinamarquesa, mas fica para o próximo ano.

Para as leitoras mulheres, peço mais uma vez perdão pelo vacilo, a culpa não é minha de ainda ser tabu a nudez frontal masculina (o próprio cuzão protagonista de 50 Tons De Cinza, Jamie Dornan, pôs no contrato de participação nos filmes que só faria se o pinto dele não aparecesse), não que eu fosse escolher por conta própria cenas de nudez masculina (:P), mas podia muito bem convidar alguma amiga especialmente para a curadoria, de qualquer forma, fica a dica que Boi Neon, que estreia de 16 de Janeiro de 2016, tem caralho do Juliano Cazarré pra dar e vender.

Os momentos mais épicos do Cinema em 2015

Os momentos mais épicos do Cinema em 2015

Mais uma lista retrospectiva do ano, agora dedicada aos blockbusters, os momentos mais épicos do cinema em 2015. Menção Honrosa para a luta de James Bond e Mr. Hinx no trem em SPECTRE, uma clara homenagem ao sensacional Moscou contra 007. Forçando muito a barra, também faço uma menção a luta do Hulk contra o Homem de Ferro na Hulkbuster, mas na verdade achei aquilo e o  filme todo bem sem sal.

SPECTRE

.

10. Tanques em Corações de Ferro.

Situando a história em batalhas de tanque, Corações de Ferro consegue trazer algo novo aos filmes sobre a II Guerra Mundial, e a sequência da formação de tanques avançando pelas linhas inimigas com tiros tracejantes é um dos momentos mais espetaculares do ano.

Corações de Ferro

.

9. Starman em Perdido em Marte.

A sequência embalada pela música Starman tocada na integra em Perdido em Marte, mostrando a colossal cooperação para ajudar o astronauta perdido é maravilhosa.

The Martian

.

8. O solo de bateria em Whiplash.

Fletcher finaliza o concerto, mas Andrew não obedece e continua a tocar a bateria até o êxtase total.

Whiplash

.

7. Velociraptor e T-Rex VS Indominus em Jurassic World.

O velociraptor chega para salvar  o dia subindo nas costas do T-Rex para enfrentar a besta voraz. Um momento absurdo, mas genial.

Jurassic World

.

6. A dança em Ex-Machina.

Nathan requebrando em perfeita sincronia com Kyoko.

Ex Machina

.

5. Sequência da Igreja em Kingsman – Serviço Secreto.

Rage generalizada e um incrível Colin Firth que consegue manter a pose elegante enquanto estoura vários miolos.

Kingsman Serviço Secreto

.

4. A travessia em A Travessia.

Philippe Petit executa a sua obra-prima tirando o fôlego de todos por longos 15 minutos (tempo da sequência, na realidade foram 45 minutos) .

A Travessia

.

3. O retorno da Millennium Falcon em Star Wars O Despertar da Força.

Cenas de ação não são o forte de J.J. Abrams, mas ele caprichou bonito na sequência que reintroduz a lata velha mais rápida da Galáxia, impossível não gritar WOW junto do Finn.

Star Wars O Despertar da Força

.

2. Ethan Hunt pendurado no avião em Missão: Impossível – Nação Secreta.

Tom Cruise entrega o stunt mais insano de toda a sua carreira. Se não é suficiente para dar um Oscar para o cara, que deem pelo menos o troféu bolas de aço.

Missão Impossível Nação Secreta

.

1. Tempestade Tóxica em Mad Max A Estrada da Fúria.

O filme todo é um momento épico quase sem pausa para respirar, mas se é pra escolher um, é claro que fico com a tempestade tóxica, o clímax de uma sequência de ação que dura praticamente todo o primeiro ato do filme.

Mad Max Fury Road

Oh what a day! WHAT A LOVELY DAY!

 

Os momentos WTF do Cinema em 2015.

Os momentos WTF do Cinema em 2015.

memeWTF-528x277

Vamos a lista mais tradicional do blog, editada desde 2009. Os momentos WTF, que relembram aquelas cenas de filmes que fazem você questionar se realmente viu o que acabou de ver, cenas inesperadas e de cair o queixo, seja uma constrangedora de tão absurda e sem sentido ou impactante, chocante, etc. É sempre bom avisar, apesar de parecer óbvio, que a lista é repleta de SPOILERS.

O polemiquinho A Entrevista é repleto de participações especiais bizarras de famosos sendo a mais divertida e bizarra (até por ser a primeira) a de Eminem onde ele acaba admitindo ao vivo ser gay.

Eminem Gay A Entrevista

Refilmagem de um musical oitentista, Annie traz algumas mudanças, o que é sempre bem vindo, o rap virou o gênero musical principal e a protagonista agora é negra, mas um detalhe da gêneses da personagem chamou a atenção dos poucos que viram o filme, Annie agora é analfabeta, mesmo vivendo em um orfanato com escola. Qual a necessidade disso???? hmmmm.

Annie Analfabeta

Impossível que os votantes da Academia não tenham ficado constrangidos em dar um Oscar pra Eddie Redmayne depois de assistir a atuação estratosfericamente ridícula dele em O Destino de Júpiter. Um dos piores trabalhos de voz e trejeitos que já vi na vida e que diminui bastante o razoável trabalho dos Wachowski.

Atuação de Eddie Redmayne em O Destino de Jupiter

Uma das cenas de morte mais desnecessárias do ano, o fim da assistente Zara em Jurassic World gerou bastante discussões sobre misoginia na produção. A explicação do diretor que disse ter optado por uma morte impactante porque nunca tinham matado uma mulher antes na franquia não ajudou muito.

Morte de Zara Jurassic World

Mais uma cena de morte chocante, a cena do banheiro em A Colina Escarlate impressiona por ser extremamente gráfica e ainda mais eficaz que aquela já realizada por Del Toro em O Labirinto do Fauno.

Cena do Banheiro Crimson Peak

A bizarra cena que se passa sob a casa em A Visita nos relembra o quanto M. Night Shiamalan é bom quando quer ser.

Cena sob a casa em A Visita

A porralouquice da cena da Igreja em Kingsman – Serviço Secreto.

Cena da Igreja em Kingsman

O bebê mais falso da história da sétima arte visto em Sniper Americano não podia ficar de fora. Que porra foi essa, Clint?

Bebê American Sniper

Bone Tomahawk oscila entre o western, o horror e mesmo o fantástico de uma maneira surpreendentemente boa, e a cena da caverna envolvendo a morte de um personagem é o ápice do filme.

Bone Tomahawk

Max Von Sydow teve seu personagem em Star Wars O Despertar da Força mantido em segredo até o último momento para simplesmente morrer nos minutos iniciais sem ter ao menos o nome revelado (o nome é visto apenas nos créditos).

Morte súbita em Star Wars O Despertar da Força

10 momentos de O Despertar da Força que estão nos trailers, mas ficaram de fora do filme.

10 momentos de O Despertar da Força que estão nos trailers, mas ficaram de fora do filme.

Muito material mostrado nos trailers de O Despertar da Força não foi parar na versão final do filme que estreou na última quinta-feira, algo perfeitamente comum em super produções cheias de material filmado que acabam parando nos extras do blu-ray/DVD. Segue abaixo, algumas cenas que eu senti falta. Como tem gente que reclama de SPOILER até onde não tem, desde já fica o alerta.

Rey liga seu landspeeder aparentando preocupação e pressa, na cena similar que foi para o filme ela está mais tranquila, no ritmo da trilha de John Williams.

star-wars-episode-vii-the-force-awakens-milnersblog-daisy-ridley-tatooine

O take do primeiro teaser que mostra as X-Wings se alinhando no nível de um rio se preparando para uma batalha ficou de fora, no filme as naves são avistadas de longe pelos Stormtroopers e heróis que estão se enfrentando em frente ao castelo de Maz Kanata.

x-wing.0

O primeiro vislumbre que tivemos do sabre de luz cruzado do Kylo Ren também ficou de fora, provavelmente a cena foi feita unicamente para o teaser, afinal estava muito cedo para revelar Finn do outro lado do duelo.

kylo-ren-2400x1200-689099462190

A cena abaixo está no filme, mas o diálogo que a acompanha no trailer final: “I was raised to do one thing, but I’ve got nothing to fight for” não.

I was raised to do one thing, but I’ve got nothing to fight for.

Rey encara o comerciante que propõe comprar o BB-8. Provavelmente um take alternativo não incluso no corte final por J.J. ter preferido uma outra reação dela.

the-force-awakens-teaser-2-12

O diálogo “Who are you? I am no one” também não está presente.

Rey Trailer

Outro take que está no filme, mas no trailer é um pouco mais longo, iniciando um pouco antes de revelar o imenso Star Destroyer.

Screen-Shot-2015-04-16-at-2.33.09-PM

BB-8 olha timidamente por uma porta da Millennium Falcon, de maneira parecida com um take da Princesa Leia no Star Wars original. No filme, tem um momento parecido, mas BB-8 está bem mais agitado e “falastrão”.

Teaser2019

Aqui talvez a cena mais intrigante que ficou de fora, Maz Kanata entrega o sabre do Luke nas mãos da General Leia, como Maz Kanata sequer está presente em qualquer momento na base da Resistência, isso implica que uma parte grande de plot envolvendo a personagem da Lupita foi cortado do material final do filme.

IMG_0185

Um dos diálogos mais lindos do material de divulgação, ouvido no primeiro spot, também ficou de fora. Maz Kanata fala sobre Rey: “I have lived long enough to see the same eyes in different people, … I see your eyes … I know your eyes”. Senti falta do diálogo porque queria ver a expressão da Lupita na cena (através do motion capture, claro). Ela fala como uma intensidade tão bonita que é possível perceber o brilho nos olhos mesmo sem ver a cena.
I Know your Eyes

Se alguém sentiu falta de outros momentos, não deixem de comentar.

Os Filmes mais Esquecíveis de 2015

Os Filmes mais Esquecíveis de 2015

Como sempre, iniciando as listas especiais de fim de ano, a lista de filmes mais esquecíveis, novamente lembrando que não se trata de uma lista de piores filmes (embora alguns sejam bem ruins), trata-se daqueles filmes que antes da estreia tiveram relativo buzz, mas que depois da estreia, desapareceram dos cinemas praticamente sem deixar vestígios. Resumindo de outra forma, filmes que não fedem, nem cheiram.

Os Pinguins de MadagascarPinguins de Madagascar

O spin off Minions é um troço que provavelmente todos querem esquecer, mas esses terríveis seres amarelos impregnam no inconsciente e é bastante óbvio que voltarão aos cinemas em breve, já esse outro derivado, com personagens menos irritantes, vale ressaltar, não teve a mesma sorte, com uma rápida passagem pelos cinemas, faturando pouco mais da metade do que custou, mesmo pra quem assistiu, a história facilmente se perde entre as muitas já contadas na série animada homônima.

.

AnnieAnnie

Refilmagem de musical feito de escada para a jovem indicada ao Oscar de nome impronunciável, Quvenzhané Wallis (imagina o John Travolta lendo o nome dela?), provavelmente o filme não foi visto nem por sua mãe quando estreou no Telecine. E eu estou apenas chutando que o filme passou no Telecine, não faço a menor ideia e não me importo, pois não sou obrigado.

.

Golpe DuploGolpe Duplo

Clichezão ao extremo, é a típica produção que tenta prender o público com uma reviravolta nova a cada minuto, o único resultado que alcança é fazer a gente esquecer a primeira reviravolta antes mesmo do final do filme. Ano que vem tem novo encontro de Will Smith e Margot Robbie que esperamos ser mais memorável.

.

A ForcaA Forca

O filme conseguiu a proeza de lançar uma boa campanha viral, os vídeos “Charlie, Charlie”, mas sem conseguir associá-la a produção. A Forca acabou esquecido antes mesmo de ser lançado, enquanto a gurizada continua invocando o Charlie no recreio da escola.

.

O Franco AtiradorFranco Atirador

Com um Sean Penn badass, mais Idris Elba e Javier Barden no elenco, o filme tinha tudo pra ser memorável, mas desaparece em velhos clichês de gênero, a distribuidora brasileira ainda teve a má ideia de nomeá-lo com o mesmo título da clássica produção do Michael Cimino. Assim não tem como lembrar mesmo.

.

Promessas de Guerra

Promessas de Guerra

Épico ambientado na Primeira Grande Guerra dirigido e estrelado por Russell Crowe. São as únicas coisas que eu posso dizer sobre o filme, não existem críticas, ninguém viu nos cinemas, ninguém viu em home vídeo, é possível que o filme não exista.

.

Ted 2

Ted 2

É inegável que garante boas risadas, mas Seth MacFarlane repetiu tanto a fórmula do original (inclusive trazendo de volta  o mesmo vilão com a mesma motivação) que ficou complicado lembrar se tratar de um novo. No Brasil, fez falta também uma nova briga com um político conservador para dar gás ao projeto.

.

Nocaute

Nocaute

Antes do filme estrear todo mundo no twitter era “NOOOOOSSSA dessa vez o Oscar não escapa do Jake”. Mas o pobre Jake comeu bastante whey com batata doce e frango apenas para se tornar invisível na temporada de premiações, mas talvez o Framboesa lembre do filme.

.

Noite Sem Fim

Noite sem Fim

Não bastam 3 Buscas Implacáveis, Liam Neeson realiza também mais uns dois ou três spin-offs não oficiais da série por ano. Eu mesmo não faço a menor ideia se a imagem acima é de Noite Sem Fim ou do próprio Busca Implacável.

.

Vingadores A Era de Ultron

A Era de Ultron

Sim, o filme faturou horrores, apesar da Marvel/Disney não esperar uma derrota frente a Jurassic World, mas é inegável que após duas semanas da estreia ninguém mais falava do filme, ficou pra trás dos Dinossauros e da polêmica envolvendo o fracasso do novo Quarteto Fantástico. Culpa da própria Marvel que faz cada filme como se fosse preparação para o próximo, sem pensar em histórias fechadas que fiquem na cabeça do público.

 .

Como a lista trata de filmes esquecíveis, é provável que eu tenha esquecido dos, de fato, mais esquecíveis, portanto, se lembrarem de mais filmes nhemmm de 2015, deixem nos comentários.

Dissecando o trailer japonês de Star Wars O Despertar da Força

Dissecando o trailer japonês de Star Wars O Despertar da Força

Mal respiramos após o dito “trailer final” de Star Wars O Despertar da Força ser lançado e eis que surge um deslumbrante trailer internacional. Tais trailers costumam ser pequenas variações do trailer oficial norte-americano, costumam, pois nesse caso veio repleto de novas cenas com alto potencial especulativo, graças a cultura japonesa, para vender melhor o filme por lá, os executivos acharam necessário acrescentar mais cenas com o BB-8, o que acabou revelando mais coisas sobre Rey. Como de hábito, primeiro fiquem com o trailer:

Espetacular, não?

Começamos com uma nova cena de Rey entrando nos destroços do Star Destroyer, um plano que também lembra Nausicaa assim como aqueles apontados no trailer anterior.

01

1.1

E outra que remete a Luke e seu landspeeder em Tatooine, repito que não curto essa semelhança arquitetônica de Jakku com Tatooine.

02

Em diálogo com BB-8, descobrimos que eles estão se conhecendo, ou seja, não há mais dúvidas sobre ele pertencer a Poe Dameron desde o princípio. Portanto, eu me rendo, a cena do cativeiro do Poe também pode ocorrer no início em paralelo com as cenas de Rey trabalhando no conserto da Millennium Falcon, mas se a fuga do Poe se deu em conjunto com Finn, ainda fica confusa a separação, não só dos dois, mas do próprio BB-8 que parece estar há mais tempo com Rey. A sequência mais plausível seria: Poe está com BB-8 em Jakku para alguma missão, lá ele acaba capturado > BB-8 fica pra trás e encontra Rey > Na nave Imperial, Poe é interrogado por Kylo Ren > Em algum outro canto da nave, Finn fica mordidaço com a causa da Primeira Ordem e resolve desertar, toca o terror na fuga, Poe aproveita a bagunça e também foge, mas separado por outra rota e em outra nave > A nave de Finn é abatida e ele cai em Jakku > Encontra Rey e BB-8. Isso explicaria outras coisas, como a jaqueta que o Finn coloca depois de tirar o uniforme de Stormtrooper, mas eu não gosto dessa sequência de eventos, além das coincidências, não me parece narrativamente interessante, a cena com Kylo “torturando” Poe também não me parece ser cena de começo de filme. Em fim, espero que não seja isso.

Outro detalhe mais importante nessas cenas de interação com o BB-8 é o diálogo: “I know all about waiting…for my family”, uma palavra como família numa trama que pretende dar continuidade a saga dos Skywalker, fica mais do que obvio que o sangue de Anakin corre em suas veias e minha aposta continua sendo que ela seja filha de Luke, pois se Rey fosse filha de Leia, não teria chances dela não ter conhecimento sobre os Jedi a ponto de perguntar para Han Solo sobre as “lendas”.

04

BB-8 observa o crepúsculo (ou a aurora) tal qual Luke em Uma Nova Esperança. Seria ele o verdadeiro protagonista? 😛

05

Vai se foder, que coisa linda! O plano mais fabuloso mostrado até agora, lembra Apocalypse Now, mas sendo um filme de J.J. Abrams, acho mais fácil ser uma homenagem para Steven Spielberg que adora silhuetas sob o Sol.

06

Novo plano e novo trecho de diálogo com Kylo Ren, o som que o sabre de luz emite é bem diferente dos convencionais e deixa ainda maior a impressão de ser algo rústico, um sabre “fan made” dos Sith, já no diálogo, ele fala em “nosso destino”, seria ele também um Skywalker como muitos já especulam? Ou é apenas um louco que acha ser da família? Em fim, se tiver algum grau de parentesco, eu espero algo muito bem justificado pelo roteiro, pois já me parece querer imitar demasiadamente a trilogia clássica. Prefiro acreditar no máximo, na possibilidade da loucura.

07

Rey e Finn se apresentam dentro da Millennium Falcon (definitivamente, ela está buscando peças para consertar a nave), mas antes disso, pela cara dos dois, eles já passaram por maus bocados em Jakku com o encalço das forças da Primeira Ordem, por isso não tiveram tempo de se apresentar.

08

Na próxima sequência que parece ser uma reunião de emergência da resistência, mais preocupação estampada no rosto de Leia, temos a primeira aparição do C3PO, Poe Dameron está ao lado de Leia, sim, já sei que ele não pode ser filho dela pois a história pregressa dele já foi contada em outra mídia, mas definitivamente são bem próximos. Quem é o barbudo fora de foco? Seria o personagem de Max Von Sydow?

09

Lembram da música “Cool Guys Don’t Look at Explosions“? BB-8 e Django discordam disso (a cena da explosão me pareceu não finalizada, sem trabalho de cores).

1010.1

Mais um plano inédito e lindo de uma batalha com X-Wings, teremos pelo menos duas, uma no que parece ser Yavin e essa que pode ser em Hoth. Outra hipótese é que o planeta com o rio e o gelado seja um só, e tudo seja apenas uma grande batalha gigantesca que atravessa várias regiões dele.

11

Chewbacca acabando com a palhaçada, sentando o dedo nessa porra enquanto grita Arrrggghhnnn. Grrrhn. Gahr, algo como “yippee ki yay motherfucker” em bom inglês. A explosão que segue, não me parece ser a causada pelo Chewie, pois no trailer anterior, é possível ver que ela foi causada pelo disparo de uma X-Wing.

12

O trailer termina com Rey ameaçada pelo sabre fan made do Ren e mais um diálogo de Maz Kanata, nossa nova Mestre Yoda: “Hope was not lost today… it is found“. Será depois dessa cena que Finn resolve enfrentá-lo? É por causa dessa cena que eu acredito ser um único planeta, essa floresta me parece com a vista na batalha das ruínas próximas ao rio, já na cena em que Finn e Ren se encontram, está nevando, mas também tem árvores parecidas, pode ser uma região de transição entre um clima temperado e o clima ártico visto na sequência ali em cima e em outras dos trailers anteriores.

13

Continuemos teorizando.

Dissecando o último Trailer de Star Wars O Despertar da Força.

Dissecando o último Trailer de Star Wars O Despertar da Força.

É isso. Foi lançado o último (ou único, já que os anteriores foram considerados apenas teasers) trailer de Star Wars O Despertar da Força antes do lançamento do filme, não pude comentar há uma semana quando saiu, pois estava viajando, mas foi bom que eu pude digerir melhor as imagens, e como fiz com os anteriores, vou dissecá-lo abaixo e deixar alguns pitacos sobre a trama. Antes, fiquem novamente com o pitelzinho que é essa peça. Eu me casaria com esse trailer.


– Quem é você?

-Ninguém.”

O trailer começa com Rey coletando peças dentro do Star Destroyer caído em Jakku, continuação de cenas já exibidas nos trailers anteriores, a personagem de Lupita Nyong’o, Maz Kanata, pergunta quem ela é, ela responde: ninguém. Rey aparentemente terá muito mais destaque que Padmé e Leia tiveram nas trilogias anteriores, a teoria que eu aceito é de que ela é filha do Luke, portanto, a história será centrada nela, sendo Finn o protagonista masculino e candidato a Jedi. Continuo arriscando que em algum momento, ambos iniciarão o treinamento Jedi.

Rey Intro

Muitos notaram a semelhança da cena com uma de Nausicaa, acho a referência válida.

Nausicaa

Uma Y-Wing levanta voo no deserto de Jakku, em primeiro plano, os destroços de um AT-AT, que segundo artes conceituais, possivelmente, seria o lar de Rey (E provavelmente de Luke). Uma coisa que me impressionou tanto em Daisy Ridley, quanto em John Boyega, são as vozes poderosas dos dois, junto a de Adam Driver que viverá Kylo Ren.

Rey Lar

Agora já é possível perceber que é o General Hux no púlpito, ao lado dele está a Capitã “fucking” Phasma.

General Hux

Eu fui criado para fazer uma coisa. Mas não tenho nada pelo que lutar“.

Definitivamente, Finn é um Stormtrooper que deserta após uma crise de consciência, ele vai encontrar um motivo pra lutar junto a Resistência.

Vemos mais cenas da fuga de Finn e ele sendo abatido por alguma pequena nave enviada pelo Star Destroyer ao fundo. Uma coisa que eu ainda achava estranho era a jaqueta da Aliança Rebelde (agora Resistência) que ele usa, mas pela sequência de eventos que vão da queda do Tie Fighter até a cena em que ele se encontra com Rey (aquela onde ela estende a mão para levantá-lo), onde ele já está usando-a, acredito que ele simplesmente encontrou a jaqueta perdida em Jakku e a colocou pra se disfarçar, para ninguém notar que ele é um Stormtrooper. Há quem ache que isso seria a prova de que ele era um rebelde infiltrado entre os Stormtropers, mas isso é bobagem, por que diabos ele estaria com uma jaqueta da Aliança se estivesse infiltrado?

Finn

“Nada poderá nos deter. Vou terminar… O que você começou”.

Agora o capacete de Vader visto durante a fala de Luke no teaser anterior, surge com Kylo Ren, pode ser truque de edição do trailer, mas é bem mais plausível, haja vista que Kylo pertence a um clã de seguidores do Vader. Surgiram teorias de que ele seria filho de Luke ou de Leia, mas não sei, ainda não arrisco nisso, ainda acho que possivelmente Poe é filho do Han com a Leia, e Rey filha do Luke. Ele poderia ser irmão de um dos dois, talvez. Mas não vejo motivos pra acreditar nisso, por enquanto (Não gosto da frase “nada poderá nos deter”, pouco criativa).

Kylo

Kylo Ren usa algum truque Sith para revelar o “apocalipse” para Poe Dameron, que se encontra cativo. Imagens de dor e sofrimento.

Visão de Poe

Mais imagens da cena de ação filmada em IMAX envolvendo a Millennium Falcon, tem tudo pra ser um dos grandes momentos do filme. Na última imagem, repare na cor da roupa do piloto, não é o Chewie, nem Han Solo, é Rey. Aliás, já sabíamos que ela pilotava a Millennium desde o Making Of exibido na Comic Con. E esse é o único motivo para eu acreditar que ela poderia ser filha do Han, talvez ela tenha por algum motivo fugido para Jakku nela e por lá, ficado por vários anos. Por isso quando ela volta pra casa com a nave, Han diz com alegria para Chewie que está em casa. Mas ainda prefiro a versão dela ser filha do Luke e a Millennium se encaixará de outra forma no enredo, provavelmente, a nave estava perdida no planeta desde o tempo da queda do império, e Rey esteja coletando peças no Star Destroyer justamente para consertá-la.

Millennium Falcon em Ação

“-Há histórias sobre o que aconteceu.

-São verdades. Todas elas.”

Passados 30 anos desde a queda do Império, os Jedis tornaram-se lendas (acho a ideia ótima), Luke Skywalker definitivamente resolveu se exilar logo em seguida, não passando adiante ensinamentos sobre a Força, nem mesmo pra sua filha.

Todas as lendas são reais

Uma assinatura do J.J. Abrams, a Millennium entra na velocidade da luz de maneira semelhante a que ele realizou com a Enterprise nos novos Star Trek.

J.J. look

Os Cavaleiros de Ren?

Os cavaleiros de Ren

Repito o que disse quando vi o Making Of da Comic Con, me parece as ruínas da antiga base da Aliança Rebelde em Yavin. Ao fundo vemos as X-Wing provavelmente tentando retomar o local. Aliás, se for confirmado, tratar-se de Yavin, e se o planeta gelado for Hoth, me parece que a Primeira Ordem (novo império) assumiu os locais onde ficavam as antigas bases da Aliança Rebelde.

Yavin

“O lado sombrio. Os Jedi. São reais”.

Na frase dita por Han Solo, o trecho “Jedi” surge exatamente junto a imagem de Finn. Sim, mais do que nunca acredito que ele se tornará um Jedi. Provavelmente não nesse filme, ele deve começar o treinamento no Episódio VIII, assim como Luke iniciou apenas no episódio V.

A maneira como a câmera se movimenta revelando a preparação dos soldados da Resistência é mais uma assinatura de J.J. Abrams. Finn já se encontra com Poe, portanto, essa sequência pertence ao segundo ou terceiro ato do filme. Provavelmente, preparação para a batalha final. Ao fundo, podemos ver a Millennium Falcon, isso ocorre depois da cena de ação em Jakku. Provavelmente, depois do momento em que ela entra em dobra também.

j.j. look 2

Mais uma sequência de tirar o fôlego com X-wings.

Batalha X-Wing

Han Solo leva Finn, Rey e BB-8 para o que parece ser um templo. As bandeiras na entrada me lembram piratas, ou seja, possivelmente, ele está levando os novos protagonistas ao lar de Maz Kanata, personagem de Lupita. E é lá dentro, que ela fará a pergunta que escutamos no início do trailer. Repare na foto ampliada, bem no centro, um símbolo mandaloriano igual ao de Boba Fett.

Visitando Kanata

Além da voz de Maz Kanata introduzida nesse trailer, a única imagem que temos da personagem é essa do pôster oficial, ao lado do R2. O que me leva a crer que ela é muito mais que uma pirata, aliás, não chamariam a oscarizada Lupita para um papel aparentemente sem muita importância, então juntando as peças do visual, de ser, possivelmente, a mão dela entregando o sabre para Leia no trailer anterior, o fato de Han levar os heróis até ela, e de, aparentemente, também ser dela a voz que ao final do trailer diz:

“- A Força. Está chamando por você… Deixe-a despertar.”

Tudo isso me faz imaginar que ela é uma Jedi. E será ela que, como Yoda, na antiga trilogia, iniciará o treinamento dos novos heróis.

Maz Kanata

Mas por que não o Luke? A minha teoria é de que Luke morrerá nesse filme e se tornará um espectro nos próximos filmes, tal qual Obi-Wan na trilogia original.

Luke

Imagens da Capitã Phasma e de Kylo Ren tocando o terror juntos em um vilarejo. A nave de um deles, ou dos dois, se assemelha a do Darth Vader em O Império Contra-Ataca e O Retorno de Jedi.

Kylo e Phasma

Novas imagens de dor e sofrimento, Rey chora ao lado de um corpo caído, a cor da roupa lembra tanto Finn, quanto Han. Mas será que não é seu pai? Luke.

Rey chora

Finn, Chewie (com uma atadura no braço) e Han rendidos. Nas mesmas ruínas de Yavin?

Rendidos

BB-8 é o novo nome da aventura. Uma coisa que ainda não sei, ele desde o princípio é o dróide astromecânico do Poe ou ele pertence a Rey e se une a Resistência  após a reunião do trio principal? Se for a primeira opção, por que ele está com a Rey no início do filme? Dúvida cruel. Uma outra possibilidade é que a captura do Poe também ocorre no início do filme em Jakku e o BB-8 fica pra trás, sendo resgatado por Rey. Assim, a fuga com o Tie Fighter seria realizada por Finn e Poe, mas acho muita informação para o início do filme.

A imensa trincheira no planeta gelado lembra as famosas cenas da Estrela da Morte. Alguém dúvida que a X-Wing fará um rasante ali dentro?

Batalha 2

Rey virada no satanás.

Rey enfurecida

Mais um stormtrooper voando pelos ares após uma explosão. O filme nem estreou e já está se auto referenciando.  Já ouço o Wilhelm scream.

Stormtroopers

No chão da cabine de comando (De um Star Destroyer?), um “mouse robot” idêntico ao visto na Estrela da Morte do filme original. Quem está voando pelos ares com a explosão? Parece o General Hux.

Mouse Roobot

Mais imagens de dor e sofrimento. Leia está preocupada com a ida de Han para mais uma batalha ou chora a morte de alguém? Seria a do irmão?

Cenas dor e sofrimento

Um filme de Star Wars não é um filme de Star Wars sem uma batalha com sabres de luz. Finn encara Kylo Ren e depois percebe a cagada que fez. Não, ele ainda não é um Jedi. Sim, ele se tornará um Jedi.
Light Saber

Teorizem comigo.

Papo de Cinema – A Maldição de Marte.

Papo de Cinema – A Maldição de Marte.

No livro Perdido em Marte de Andy Weir, o astronauta Mark Watney por várias vezes cita a infertilidade do solo marciano, onde nada cresce, pois a adaptação dirigida por Ridley Scott enfrentará um problema parecido, quebrar uma terrível maldição que amedronta os executivos de Hollywood, todos os filmes que se passam no Planeta Vermelho são inférteis de audiência, estão fadados a se tornar fracassos de bilheteria. Farei uma retrospectiva das últimas duas décadas pra explicar a situação de tensão que deve estar tomando conta de alguma sala da Fox Films.

Primeiro lembrando o último filme a quebrar a maldição, O Vingador do Futuro (1990), o filme do Paul Verhoeven custou U$ 65 milhões e arrecadou U$ 119 milhões, mas se levarmos em consideração o fato de que Arnold Schwarzenegger estava no auge do sucesso, a bilheteria nem foi assim tão alta.

O Vingador do Futuro

Mas um filme que traz essas reaction faces do Schwarza produzidas com animatrônicos não podia dar errado, né?

Schwarza reactions

Agora sim, vamos a sequência de fracassos, começando pela homenagem do Tim Burton aos sci-fi dos anos 50, Marte Ataca! (1996), produzido a um custo estimado em U$ 80 milhões e com um elenco estelar (a maioria literalmente fritados no primeiro ato), Burton não conseguiu alcançar o público com seu humor negro e nonsense (eu me incluo aí, o filme não me cativou), arrecadando menos da metade, U$ 37 milhões.

Marte Ataca!

No ano seguinte, a Disney tentou com uma comédia mais família, levando Um Pirado no Espaço (1997), e mesmo com um orçamento pequeno de U$ 16 milhões, o filme não conseguiu se pagar, fechando com U$ 15,5 milhões. Confesso que assisti algumas vezes quando estreou na TV a cabo por volta de 1998 e ria bastante, mas tinha 13 anos, gentche.

Pirado no Espaço

Então veio Brian de Palma com o seu Missão Marte (2000) que mesmo almejando ser realista nos princípios científicos, abraçava o conceito de sci-fi sem cerimônias delegando ao Planeta Vermelho a resposta para a origem da vida na Terra. Posso dizer que gosto do filme, principalmente pela elegância com a qual De Palma filma, o filme merece uma segunda chance de vocês. Mas enfim, a questão é que ele custou U$ 100 Milhões e faturou apenas U$ 60 milhões.

Missão Marte

Oito meses depois, ainda em 2000, a Warner lançava Planeta Vermelho com o cu trancado após o fracasso do concorrente, e o resultado foi ainda pior, ao custo de U$ 80 Milhões, o filme faturou apenas U$ 17 milhões. Boatos de que Val Kilmer engordou de desgosto após o filme, e Tom Sizemore, hoje faz filmes com a Nana Gouvêa para você vê que não foi fácil.

Planeta Vermelho

Com dois grandes estúdios produzindo filmes sobre Marte em 2000, a Sony achou uma boa ideia liberar U$ 28 milhões para John Carpenter desenvolver o seu projeto, mas quando Planeta Vermelho fracassou, não tinha mais como voltar atrás, Carpenter já estava com seu Fantasmas de Marte pronto, lançado em 2001, o filme que contava com Ice Cube, Pam Grier, Natasha Henstridge e o ainda desconhecido Jason Stathan arrecadou apenas U$ 8 milhões. Pior que a mistura de ação, horror e sci-fi ficou até divertida.

Fantasmas de Marte

A essa altura podíamos achar que nenhum estúdio faria mais filmes que se passassem em Marte por um bom tempo, mas os anos 2000 também trouxeram uma febre de adaptações de jogos de videogame e entre as franquias de Tomb Raider e Resident Evil, surgiu Doom – O Portal do Inferno (2005), cujo portal, infelizmente, estava situado no solo vermelho onde nada cresce de Marte. O resultado? Custo de produção de U$ 60 milhões, bilheteria final de U$ 28 Milhões.

Doom

Nesse ínterim, ainda em 2005, Steven Spielberg lançava sua versão de A Guerra dos Mundos, mas produtor sabido como ele é, tratou de descartar qualquer menção a Marte na história e o resultado foi que o filme se tornou um sucesso de bilheteria.

Seis anos se passaram até que o nosso cruel planeta vizinho fosse visitado novamente por Hollywood e o resultado não poderia ser mais catastrófico, com duas produções milionárias de divisões da Disney afundando os estúdios em dívidas. Primeiro a chatíssima animação Marte precisa de Mães (2011) que custando U$ 150 milhões, arrecadou apenas U$ 21 milhões (essa realmente doeu até no meu bolso que não perdeu um tostão com o filme).

Marte Precisa de Mães

O que possivelmente ajudou a adiar John Carter (2012) para o ano seguinte, os produtores ainda tentaram despistar a maldição tirando a menção ao planeta no título (originalmente se chamava John Carter from Mars), mas de nada adiantou, custando absurdos U$ 250 milhões, o filme, apesar de ser uma divertida old school space opera, arrecadou U$ 70 milhões. Sorte da Disney que no mesmo ano, ela lançava Os Vingadores que conteve os prejuízos com os dois filmes marcianos.

John Carter

Mas o espírito aventureiro da humanidade persiste, em 2013 a pequena Magnolia Pictures, mesmo diante de tamanho retrospecto negativo, ainda investiu U$ 10 milhões em um terror situado no nosso planeta maldito, Os Últimos Dias em Marte, aí você deve pensar, “ah mais 10 milhõezinhos da pra recuperar, né?”. Não, o filme arrecadou U$ 24 mil. Sim, VINTE E QUATRO MIL DÓLARES.

Últimos dias em Marte

Então chegamos em 2015, depois do sucesso literário e de um retrospecto positivo de dois filmes espaciais lançados no outono dos dois últimos anos (Gravidade e Interstelar), Scott lança seu Perdido em Marte, calcado no realismo científico e (se seguir o estilo do livro) numa narrativa pop, com a missão de mais uma vez quebrar a maldição, missão tão difícil quanto a enfrentada pelo protagonista Mark Watney (Matt Damon).

The Martian

E então? Perdido em Marte consegue? Custando U$ 108 milhões e com a boa campanha de divulgação que teve, acho que consegue.

 

Lista de Cinema (65) – 5 Astros que fazem suas próprias cenas de ação.

Lista de Cinema (65) – 5 Astros que fazem suas próprias cenas de ação.

Em virtude da estréia de Missão: Impossível Nação Secreta que traz mais stunts insanos do Tom Cruise, vos trago mais uma lista de cinema de (duh) astros que são seus próprios dublês. Como muitos atores já fizeram cenas de ação, tentarei me concentrar nos que fazem as cenas com mais frequência e que em sua maioria são cenas realmente perigosas.

TOP 5 – Astros que fazem suas próprias cenas de ação.

.

5º Lugar – Keanu Reeves.

Keanu Reeves não fez muitos filmes de ação, mas no pouco, dispensou dublês em praticamente tudo, em Velocidade Máxima é realmente ele quem salta do Porsche para o ônibus em alta velocidade (sem a autorização do diretor, Reeves aproveitou que De Bont deixou a gravação sob o comando do seu assistente e disse que ia fazer para o pobre), e na trilogia Matrix faz todas as cenas de luta (exceto quando no Reloaded foi substituído por dublês digitais), o que lhe rendeu algumas fraturas ósseas durante o longo e intenso período de treinamento em Kung Fu para as sequências e uma pausa de 4 meses nas gravações. Talvez ele apenas precise de um dublê nas cenas dramáticas.

Keanu Reeves

.

4º Lugar – Michelle Yeoh.

Tem surgido em Hollywood algumas atrizes porradeiras advindas dos ringues como Gina Carano, que fez suas cenas de ação no ótimo A Toda Prova, na pesquisa que eu fiz para essa lista, muitos sites colocam Angelina Jolie como uma atriz que faz suas cenas de ação, mas ela nunca fez algo realmente perigoso que causasse frio na espinha até mesmo de profissionais especializados em stunts, Tarantino também colocou a dublê de Uma Thurman em Kill Bill, Zoe Bell, em cenas de ação de seus filmes seguintes, mas em papéis pequenos. Já Michelle Yeoh, além de protagonizar suas sequências de luta em sua participação na franquia 007 ou em O Tigre e o Dragão (Em o Amanhã Nunca Morre, ela desejava fazer todas as suas cenas de ação, mas foi impedida pelo diretor Roger Spotwoddie de participar de algumas que envolviam explosões no set), também realizou na China, proezas dignas do Jackie Chan, como em Police Story 3 onde ficou pendurada em uma Van numa sequencia que culmina em um salto para o carro dirigido pelo próprio Jackie.

Michelle Yeoh

.

3º Lugar – Tom Cruise.

Tom Cruise é um ótimo ator, carismático e intenso, mas todo mundo sabe que ele também é louco de pedra, mas louco mesmo, que acredita possuir poderes advindos de seu estágio avançado dentro da Cientologia, dons como telepatia e telecinese, possivelmente acredita que pode voar.  Não é a toa portanto, que dentre os astros do primeiro escalão de Hollywood, é o único que se arrisca a se pendurar no topo do mais alto prédio do mundo, ou no mais recente capítulo da série Missão: Impossível, se pendurar do lado de fora de um avião gigante em pleno voo. O fato dele ser o produtor dos próprios filmes é o único que garante a ele fazer isso, em filme de nenhum outro ele teria permissão de realizar algo parecido.

Tom Cruise

.

2º Lugar – Jackie Chan.

A Ásia é repleta de astros que são seus próprios dublês, mas é claro que vamos ficar com ele, Jackie Chan tem os culhões do Tom Cruise aliados a sua habilidade nas artes marciais e ao seu talento cômico que lhe permite estripulias que dificilmente o astro de M:I conseguiria reproduzir. É até complicado enumerar quais foram seus stunts mais perigosos, ele já sofreu queimaduras, fraturas, lesões perfuro-cortantes e quase ficou paraplégico ao sofrer uma queda durante as gravações do primeiro Police Story. Para se ter uma ideia, Chan costuma realizar não apenas as próprias cenas de ação, mas eventualmente, também é dublê de personagens de outros atores em seus filmes, como é possível ver nas clássicas cenas de bastidores que encerram a maioria dos seus trabalhos.

Jackie Chan

.

1º Lugar – Buster Keaton.

O humor físico esteve bastante presente no Cinema Hollywoodiano do inicio século XX,  até porque sendo o cinema mudo, as piadas advinham basicamente de gags visuais, e alguns astros como Harold Loyd e principalmente Buster Keaton levavam as últimas consequências suas cenas de perigo em busca de risadas. Várias fraturas durante a carreira, inclusive uma inacreditável no pescoço que poderia ter o matado ao ser atingido por um forte jato d’água em Sherlock Jr, aliás ele poderia ter morrido afogado em Nossa Hospitalidade, esmagado por uma parede em Marinheiro de Encomenda, até mesmo em sua cena mais icônica, na qual ele senta nas rodas da General poderia ter lhe causado sérias lesões pois era bastante comum a locomotiva sair do controle do maquinista. Keaton merece o primeiro lugar, não apenas porque os riscos naquela época eram maiores, haja vista não existir muitos dos equipamentos e técnicas de segurança de hoje, mas também por ser o percursor de astros como o próprio Jackie.

Buster Keaton

Zona #003 – Johnny Hooker, Filmes de Terror e Zé Maguinho do Piauí

Zona #003 – Johnny Hooker, Filmes de Terror e Zé Maguinho do Piauí

No terceiro episódio do Zona, temos Rodrigo Rigaud fazendo o que mais gosta de fazer que é pagar mico e uma pertinente discussão sobre a qualidade dos recentes filmes de terror mainstream.


Matalan