Como ser professor? Pós-graduação me habilita a dar aulas?

O mercado de trabalho está cada dia mais exigente. Até mesmo quem já está empregado deve pensar em melhorar o seu currículo para não perder a sua vaga para alguém mais qualificado. Ou mesmo para melhorar o salário.
Nesse contexto, as pessoas estão cada dia mais em busca de especialização para não perder as oportunidades que surgirem.
Os cursos de pós-graduação estão sendo muito mais procurados do que um tempo atrás. Esses cursos têm aberto novas oportunidades no mercado, especialmente em tempos de crise de emprego, como a que vivemos atualmente.
Vários estudantes já sonham em se formar e poder cursar uma pós-graduação para que seu currículo fique mais competitivo. No entanto, ao chegar nessa fase, é normal surgirem dúvidas de qual tipo de pós-graduação escolher, já que nem todos os cursos podem habilitar a pessoa para dar aulas.

Pós-Graduação Lato Sensu e Pós Graduação Stricto Sensu

Após concluir a graduação, o estudante pode escolher entre duas modalidades de pós-graduação, que pode ser lato sensu ou stricto sensu. Elas possuem algumas diferenças básicas, e cada uma remete o estudante para um caminho diferente. Confira abaixo:

Latu Sensu ("em sentido amplo")

A pós-graduação lato sensu compreende cursos para alguma especialização. Somente quem já concluiu um curso de graduação pode participar de um curso latu sensu. Após a conclusão, o estudante não receberá um diploma, e sim somente um certificado como comprovante.
O curso de pós-graduação Latu Senso pode ser feito tanto presencial, quanto na modalidade à distância. Para as universidades que ministram o curso presencial, não há necessidade de uma aprovação e nem do reconhecimento do MEC (Ministério da Educação). O mesmo não acontece com as universidades que ministram o curso à distância. Nesse caso, elas precisam ser credenciadas junto ao MEC para poderem oferecer o curso dessa forma.

Stricto Sensu ("em sentido limitado")

Compreende estritamente os programas de mestrado e de doutorado. Para fazer um curso Stricto Sensu, também é preciso ter concluído uma graduação.
O aluno que faz mestrado, geralmente, tem a intenção de ser professor. Se preferir, ele pode também fazer um mestrado profissional (pós-graduação Stricto Sensu direcionada para o mercado de trabalho). Nesse caso, é preciso apresentar uma monografia em formato de um estudo de caso, ou pode ser um projeto sobre algum tema específico.
No caso do mestrado para quem quer atuar como professor, é preciso falar uma segunda língua, normalmente o inglês. E deve, ao final do curso, apresentar uma dissertação na qual ele mostre todo estudo que desenvolveu e defenda os resultados e a sua motivação para a escolha daquela linha de pesquisa.
No caso do doutorado, o aluno será preparado para operar no campo de pesquisa. Após a conclusão do curso, o aluno terá que defender uma tese, que precisa ser mais aprofundada do que no caso do mestrado.
As duas alternativas exigem que o estudante apresente uma dissertação sobre um assunto referente ao tema escolhido, ou um estudo de caso.
Quem conclui um curso de pós-graduação em alguma área específica tem a possibilidade de ganhar bem mais. É uma boa alternativa para aqueles que querem complementar a renda ou, até mesmo, fazer da profissão de professor a sua principal fonte de renda. 

Quais os Cursos Exigidos Para Dar Aulas?

Vamos dividir por partes:

  • Ensino Fundamental I (ensino primário): de acordo com a legislação, para lecionar no ensino primário, que vai do 1º ao 5º ano, é preciso ter curso superior em Pedagogia. Esse curso visa a formação de professores da educação infantil. O pedagogo também pode atuar em pré-escolas, creches, direção, supervisão, orientação ou coordenação escolar.
  • Ensino Fundamental II  e Ensino Médio: para dar aulas do 6º ao 9º ano, ou no ensino médio, é preciso ter um curso de licenciatura (superior de graduação) em uma área de formação específica, como Letras, por exemplo. Ao escolher a licenciatura, o estudante terá disciplinas específicas da área em optou e disciplinas pedagógicas. Quando se formar, ele estará apto a dar aulas.
  • Professor Universitário: quem decide dar aulas em cursos superiores de faculdade privada, precisa ter, pelo menos, um curso de pós-graduação lato sensu. Para dar aula em uma universidade pública, é necessário ter, no mínimo um curso de pós-graduação stricto sensu. Normalmente, o professor universitário não precisa ter uma pós-graduação stricto sensu na área da educação necessariamente. Pode ser em uma área específica de formação inicial.
Grande parte das universidades aceita apenas um curso de graduação no caso de professor substituto.

Curso de Bacharelado Habilita Para Dar Aulas?

Essa é uma dúvida muito comum. E a resposta é não. Somente o curso de bacharelado não habilita para lecionar. Nesse caso, o docente deverá cursar uma complementação pedagógica, se quiser dar aulas para o ensino fundamental e para o ensino médio. O mesmo acontece para os cursos tecnológicos.

Nenhum comentário

Postar um comentário